logotipo operacional.pt

Arquivo do autor

ARMAS DO REGIMENTO DE PARAQUEDISTAS

Por • 20 Mai, 2018 • Categoria: 10. DISTINTIVOS, INSÍGNIAS E CONDECORAÇÕES, PRIMEIRA PÁGINA

Dias antes do aniversário da “Casa-Mãe” das Tropas Pára-quedistas Portuguesas – Regimento de Paraquedistas da Brigada de Reação Rápida do Exército – António Sucena do Carmo publica um rigoroso artigo sobre a última actualização à sua heráldica. Mais do que isso, recorda o que tem sido legislado sobre esta matéria para uma unidade em que as vicissitudes da história têm provocado sucessivas alterações na designação e tutela, mantendo-se o fundamental da mística e das capacidades operacionais do soldado pára-quedista, o qual como foi amplamente provado em Angola, Moçambique e Guiné, e nas novas missões expedicionárias, da Bósnia ao Afeganistão, passando pelo Kosovo, Timor, Iraque e Mali, culminando nos dias de hoje com a exemplar actuação dos “seus filhos” na República Centro Africana.



DIA DA MARINHA EM PENICHE – ACTIVIDADES E VISITAS A NAVIOS

Por • 18 Mai, 2018 • Categoria: EM DESTAQUE

O Operacional desta vez apareceu sem avisar! Fomos até Peniche e juntamo-nos aos visitantes que tomavam contacto com as actividades que a Marinha ali mostrava a quem estivesse interessado – e mostra até domingo próximo. Para um dia de semana e numa pequena cidade, a afluência era maior do que seria de esperar. Aqui ficam as nossas impressões e a foto-reportagem!



EM LAMEGO COM AS OPERAÇÕES ESPECIAIS DO EXÉRCITO (II)

Por • 1 Mai, 2018 • Categoria: EM DESTAQUE

Missões internacionais e de serviço público; conclusões. Depois de nos termos referido no artigo anterior aos aspectos organizacionais e às decisões que os consolidaram e também aos equipamentos e armamentos em uso, vamos hoje olhar para o enorme leque de missões cumpridas e para aquelas que se avizinham, como uma inédita no Afeganistão muito em breve, apresentar ainda mais algum armamento e equipamento mesmo não esgotando o assunto, e depois deixar ao leitor as nossas conclusões deste dia em Lamego.



EM LAMEGO COM AS OPERAÇÕES ESPECIAIS DO EXÉRCITO (I)

Por • 29 Abr, 2018 • Categoria: EM DESTAQUE

Organização, Formação, Armamento e equipamento. As Operações Especiais do Exército Português estão a passar por um bom momento e isso notou-se na visita que fizemos a Lamego. Destacam-se as novas instalações para praças e o armamento moderno que têm à sua disposição. O Plano de Implementação da Força de Operações Especiais aprovado em 2016 é no entanto bem mais vasto do que estes aspectos que saltam à vista, os novos quadros orgânicos desse mesmo ano adequaram a organização da unidade às exigências actuais e os resultados do trabalho de anos começa a aparecer de modo marcante.



DIRETIVA ESTRATÉGICA DO EMGFA – 2018/2021

Por • 27 Abr, 2018 • Categoria: 01. NOTÍCIAS

O Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, Almirante António Silva Ribeiro, acaba de divulgar publicamente uma Directiva Estratégica para os anos de 2018 a 20121. Segundo o CEMGFA «…O Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) necessita de uma estratégia que oriente a sua transformação, promovendo uma permanente adaptação aos desafios decorrentes de fatores externos e uma melhoria contínua do desempenho interno, à luz das circunstâncias da organização, tendo em vista garantir a relevância e a utilidade da Instituição Militar para Portugal e os Portugueses…»



DIRECTIVA PARA A AÇÃO EXTERNA DA DEFESA NACIONAL

Por • 25 Abr, 2018 • Categoria: 01. NOTÍCIAS

Acaba de ser publicado o Despacho n.º 4101/2018, de 12 de Abril do Ministro da Defesa Nacional, com a designação em título. Além da importância prática do documento transcrevemos na íntegra também com finalidade pedagógica. Há muitas vezes na opinião pública – e mesmo até em meios que deviam estar bem informados e também na comunicação social – a percepção de que os “militares fazem o que querem”, ” vão para as missões lá fora porque lhes interessa”, “querem andar a substituir as forças de segurança”, quando, na realidade, cumprem as directivas dos sucessivos governos que os portugueses elegem, e assim deve ser no regime em que vivemos.



NA REPUBLICA CENTRO AFRICANA OS PORTUGUESES NÃO PARAM!

Por • 20 Abr, 2018 • Categoria: 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, EM DESTAQUE

Quer em Bangui quer fora da capital da República Centro Africana, por vezes a centenas de quilómetros da sua base no aeroporto internacional de M’Poko, a Força de Reacção Rápida da MINUSCA continua as operações para neutralizar grupos armados ou para prevenir as suas acções. Aqui fica uma foto-reportagem das últimas semanas de operações na RCA para os portugueses da 3.ª Força Nacional Destacada.



COMANDANTE DA FND PORTUGUESA NA RCA FALA AO OPERACIONAL

Por • 5 Abr, 2018 • Categoria: 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, EM DESTAQUE

A força portuguesa na República Centro Africana foi há escassos dias alvo de um ataque, reagiu com o armamento ligeiro e pesado ao seu dispor, letal e não-letal, não houve baixas entre os nossos militares nem na população, mesmo naquela apoiante dos atacantes que fugiram. Este facto teve algum destaque na imprensa portuguesa, as coisas correram bem, a notícia rapidamente passou. Quisemos saber mais detalhes, perceber o que se está a passar com os nossos militares na RCA e falamos com o Tenente-Coronel Pára-quedista João Bernardino que comanda a 3.ª Força Nacional Destacada (Conjunta) na MINUSCA – (United Nations Multidimensional Integrated Stabilization Mission in the Central African Republic).



FORÇA PORTUGUESA NA REPÚBLICA CENTRO AFRICANA

Por • 18 Mar, 2018 • Categoria: 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, EM DESTAQUE

A 3.ª Força Nacional Destacada portuguesa na República Centro Africana, projectada para este país no início de Março de 2018, tem estado nestas duas primeiras semanas de missão a preparar-se para muito em breve iniciar a actividade operacional e ao mesmo tempo a concluir a sua instalação naquela que vai ser a sua base principal nos próximos 6 meses, campo M’Poko, Bangui, RCA. A FND na MINUSCA é em 80% constituída por militares paraquedistas da Brigada de Reação Rápida mas integra também elementos das armas e serviços do Exército e um Destacamento de Controlo Aéreo Táctico da Força Aérea Portuguesa.



VAMOS VOLTAR A OUVIR FALAR DA UCRÂNIA?

Por • 25 Fev, 2018 • Categoria: 02. OPINIÃO

Talvez por causa do que se está a passar noutros pontos do globo com maior visibilidade mediática passou relativamente despercebida por cá uma nova lei aprovada pela Ucrânia no passado dia 20FEV2018. Estamos perante um movimento rápido, político e militar, que poderá ter como consequência um aumento da violência. Todos os actores internacionais no terreno estão em alerta para fazer face a novos desafios, uma actuação mais musculada do Exército Ucraniano parece agora possível.