logotipo operacional.pt

Arquivo do autor

BASE AÉREA N.º 6, 65 ANOS DE MEMÓRIAS, 1953-2018

Por • 8 Fev, 2019 • Categoria: 08. JÁ LEMOS E...

Numa altura em que o destino da Base Aérea N.º 6 ainda não estará completamente definido, acaba de ser lançada esta obra sobre a sua história e do anterior Centro de Aviação Naval, na península do Montijo, onde foi construída esta infra-estrutura aeronáutica, umas das mais importantes de Portugal e durante anos até com relevância para a NATO. O leitor vai tomar contacto não só com os fundamentados textos de Pedro Ventura como com abundante documentação obtida em minuciosa investigação nos arquivos nacionais e muitas fotografias de excelente qualidade.



OS SUBMARINOS DA MARINHA PORTUGUESA – 4.ª EDIÇÃO

Por • 28 Jan, 2019 • Categoria: ., 08. JÁ LEMOS E...

Os submarinos são dos mais poderosos instrumentos militares que um país virado para o mar pode ter. Portugal desde 1913 que consegue manter na sua Marinha esquadrilhas de submarinos. Actualmente o “Tridente” e o “Arpão” são dois navios modernos e com capacidades que muitas vezes passam despercebidas ao grande público. Esta obra tem o mérito de nos recordar todos os anteriores submarinos da Marinha Portuguesa e os submarinistas, abordar temas ligados à “arma submarina” ao longo da história e ainda mergulhar com a actual Esquadrilha revelando as suas capacidades e missões.



O PROGRAMA KC-390 VISTO DESDE O BRASIL

Por • 23 Jan, 2019 • Categoria: 07. TECNOLOGIA, PRIMEIRA PÁGINA

No momento em que o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea Portuguesa, General Manuel Teixeira Rolo, declarou na audição parlamentar do passado dia 16 de Janeiro de 2019 que o Estado Português e a EMBRAER ainda não chegaram a um acordo sobre o preço que Portugal deverá pagar por cada aeronave  KC-390 e que isso pode inviabilizar o negócio, havendo outras possibilidades no mercado, o Operacional, no âmbito da sua colaboração com a revista Segurança & Defesa do Brasil, olha para o estado actual do Programa KC-390 pela pena de Alexandre Fontoura. É um artigo escrito no Brasil originalmente para o público brasileiro, nós apenas adaptamos as legendas. 



OS COMBATES EM BAMBARI E O BAPTISMO DE FOGO DAS PANDUR II

Por • 19 Jan, 2019 • Categoria: 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, EM DESTAQUE

O comandante da 4.ª Força Nacional Destacada (Conjunta) na RCA, Tenente-Coronel Paraquedista Óscar Fontoura, respondeu às questões do Operacional desde Bambari, sobre os combates deste início de Janeiro e o desempenho das Pandur II 8X8. A segunda cidade da Republica Centro Africana, importante nó rodoviário que controla o acesso de mercadorias à capital e ao país, com importantes recursos minerais na região, está para já livre dos grupos armados. A autoridade do Estado vai sendo reposta pelas forças da MINUSCA e Forças Armadas Centro Africanas, tendo a Força de Reacção Rápida (FRR), maioritariamente composta por Paraquedistas portugueses desempenhado um papel determinante.



JANEIRO DE 2019, PÁRA-QUEDISTAS NOVAMENTE EM COMBATE NA RCA

Por • 16 Jan, 2019 • Categoria: ., 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, 11. IMPRENSA, EM DESTAQUE

A 4.ª Força Nacional Destacada (Conjunta) que está actualmente na República Centro Africana, composta maioritariamente por militares do 2.º Batalhão de Infantaria Pára-quedista, esteve nestes primeiros dias de Janeiro de 2019, envolvida em violentos combates na região de Bambari, a cerca de 400 de Bangui, capital da República Centro Africana. Veja aqui na íntegra a entrevista sobre este assunto concedida à SIC Notícias pelo CEMGFA, Almirante Silva Ribeiro e as imagens recolhidas pelo 2.ºBIPara no teatro de operações.



GNR RECEBE NOVAS ARMAS

Por • 7 Jan, 2019 • Categoria: 07. TECNOLOGIA, EM DESTAQUE

A Guarda Nacional Republicana vai receber novas espingardas automáticas, um reforço significativo da sua capacidade para enfrentar situações de terrorismo e criminalidade violenta. A escolha recaiu nas Heckler & Koch calibres 5,56mm e 7,62mm em várias versões. Neste início de 2019 será recebido um primeiro lote das armas que seleccionou para fazer frente, com maior segurança e eficácia, às situações mais violentas que os seus militares podem ter que enfrentar. 



A ARTILHARIA DE COSTA NO “OPERACIONAL”

Por • 6 Jan, 2019 • Categoria: 01. NOTÍCIAS, 07. TECNOLOGIA, 09. ONTEM FOI NOTÍCIA - HOJE É HISTÓRIA, 14.TURISMO MILITAR

Foi com agrado que tomamos contacto com uma reportagem alargada no Jornal Público de 06JAN2018 – Os últimos canhões da costa calaram-se há 20 anos, texto de Mara Gonçalves e fotografia de Nuno Ferreira Monteiro – sobre um tema que também nos é caro e ao qual temos dado continuada atenção. Sendo um assunto que sempre nos interessou não podemos deixar de voltar a referir aqui o trabalho da ARTCOSTA – Associação dos Amigos de Artilharia de Costa Portuguesa, e dos esforços que desenvolve para preservar essa memória da história militar de Portugal.



TUDO TEM UM MOMENTO, JÁ TERÁ CHEGADO O DAS OPERAÇÕES DE PAZ?

Por • 6 Jan, 2019 • Categoria: 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, 05. PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XX, EM DESTAQUE

Depois da 1.ª Guerra Mundial os portugueses homenagearam os seus militares com monumentos em muitas localidades; terminada a Guerra do Ultramar e passado o período traumático do PREC, os portugueses fizeram o mesmo, num processo muito mais extenso que o anterior e que ainda hoje felizmente continua; e sobre as chamadas operações de paz, que já duram há 30 anos, sem fim próximo, terá chegado a hora de levantar em Portugal um monumento nacional de homenagem aos novos combatentes?



COMUNICAÇÃO SOCIAL DE SERVIÇO PÚBLICO E MILITARES EM OPERAÇÕES

Por • 30 Dez, 2018 • Categoria: 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, 11. IMPRENSA, EM DESTAQUE

Por decisão dos órgãos políticos democraticamente eleitos, Portugal mantém no estrangeiro em permanência centenas de militares em operações. Os três ramos das Forças Armadas garantem missões em vários locais do planeta, umas no âmbito de forças multinacionais, outras na base de acordos bilaterais. Não deviam os portugueses estar melhor informados sobre o que se passa com estes contingentes e o que é o esforço militar nacional além-fronteiras?



TROPAS PÁRA-QUEDISTAS, 25 ANOS NO “JORNAL DO EXÉRCITO”

Por • 12 Dez, 2018 • Categoria: 11. IMPRENSA, EM DESTAQUE

Em 30DEZ1993 duas cerimónias militares na Base Escola de Tropas Pára-quedistas em Tancos, assinalaram a extinção na Força Aérea do Corpo de Tropas Pára-quedistas, e a criação no Exército dos Comando das Tropas Aerotransportadas e Brigada Aerotransportada Independente. Durante estes 25 anos, da Bósnia logo em 1996 à República Centro Africana neste ano de 2018, os pára-quedistas não têm parado. Aqui fica uma das sínteses possíveis da visibilidade que lhes foi conferida pelo ramo terrestre.