logotipo operacional.pt

PRIMEIRA PÁGINA

EXÉRCITO PORTUGUÊS REGRESSA À “FRENTE LESTE”

A Lituânia será de novo o destino de uma Força Nacional Destacada do Exército que em breve participará nas operações da OTAN naquele país aliado. Portugal volta assim a participar nas Assurance Measures destinadas a dissuadir actividades agressivas por parte da Federação Russa, demonstrando o seu empenho no esforço de defesa colectiva da Aliança Atlântica.

CONVITE PARA “UM DIA NO MUSEU MILITAR DE ELVAS – 2017”

Será nos próximos dias 17 e 18 de Junho, falta pouco mais do que um mês, que o turismo militar estará em alta na cidade pela mão do Exército e da Associação Portuguesa de Veículos Militares. Entrada livre para uma actividade pouco vulgar, senão mesmo inédita com esta dimensão em Portugal: demonstrações dinâmicas de veículos militares…clássicos!

COM A VIDA TÃO PERDIDA

O centenário da Grande Guerra, ou 1.ª Guerra Mundial, tem dado origem a um grande número de evocações entre as quais muita produção literária. Não era vulgar tal interesse num acontecimento deste tipo em Portugal e, mesmo não sendo provável que o assunto se esgote até 2018, na realidade muitos aspectos até agora pouco tratados estão a conhecer novas abordagens. Por exemplo, o caso dos prisioneiros portugueses na Europa.

DISTINTIVO DE BRAÇO DO CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE “PARAQUEDISTA MILITAR”

Neste artigo o autor, António Sucena do Carmo, apresenta não só o distintivo que lhe dá título como transcreve importantes passagens da legislação em vigor, no respeitante a uniformes, artigos complementares, distintivos e condecorações, a qual nem sempre é correctamente seguida, com inevitáveis prejuízos no atavio e imagem dos militares.

ESTAGNAÇÃO NOS EFECTIVOS MILITARES PARA 2017

Foi hoje, 21 de Dezembro de 2016, publicado em Diário da República o Decreto-Lei n.º 84/2016, que fixa os efectivos militares para 2017, baseando os números agora aprovados, numa resolução do Conselho de Ministros do governo anterior. Pelo quarto ano consecutivo, Portugal fica, neste aspecto, indiferente às alterações de segurança internacionais e às ameaças que se aproximam da Europa.

RETRATOS DE UMA MISSÃO NA BÓSNIA (VIII)

RETRATOS DE UMA MISSÃO NA BÓSNIA, continua com mais dois episódios. José Manuel Araújo, que serviu 25 anos nas tropas pára-quedistas portuguesas, Sargento Pára-quedista desde 1984, integrou a primeira missão portuguesa na Bósnia e Herzegovina em 1996. Aqui fica a sua visão, a dois tempos descritiva mas também cómica de muito do que por lá viu e passou. Mais uma vez as relações com o Comandante de Batalhão e com o Capelão, preenchem as recordações de José Araújo.