logotipo operacional.pt

PRIMEIRA PÁGINA

EFEITOS FISIOPATOLÓGICOS DAS MISSÕES “SOGA”

O paraquedismo de grande altitude submete os indivíduos a variações térmicas, de pressão atmosférica e de pressão parcial de oxigénio de grande amplitude daí decorrendo desafios fisiológicos. A Capitão-Tenente Médica Naval Filipa Sequeira Soares Albergaria, 41 anos de idade, 15 anos na Marinha, publica no Operacional este artigo cujo texto é adaptado do seu trabalho final da I Pós-graduação em Medicina Aeronáutica acerca dos sinais e sintomas mais frequentemente associados a estas missões e tem como objetivo dar a conhecer as principais formas de apresentação, reconhecimento e prevenção das lesões associadas a estas missões.

FORÇAS ARMADAS APOIAM COMBATE A INCÊNDIOS

Não sendo infelizmente novidade, Portugal está a ser assolado por uma tremenda vaga de incêndios florestais no Continente e na Região Autónoma da Madeira, aqui com especial perigosidade mesmo em meio urbano. As Forças Armadas, mais uma vez e muito bem, foram chamadas a apoiar as autoridades civis nesta luta, num momento em que o combate já exige medidas de excepção e mesmo apoio internacional.

RETRATOS DE UMA MISSÃO NA BÓSNIA (VIII)

RETRATOS DE UMA MISSÃO NA BÓSNIA, continua com mais dois episódios. José Manuel Araújo, que serviu 25 anos nas tropas pára-quedistas portuguesas, Sargento Pára-quedista desde 1984, integrou a primeira missão portuguesa na Bósnia e Herzegovina em 1996. Aqui fica a sua visão, a dois tempos descritiva mas também cómica de muito do que por lá viu e passou. Mais uma vez as relações com o Comandante de Batalhão e com o Capelão, preenchem as recordações de José Araújo.

UMA EXPLICAÇÃO SOBRE A QUESTÃO DAS REFORMAS DOS MILITARES

Ao contrário do que a MAI (Ministra da Administração Interna) vem afirmando, a não aplicação do DL nº 214-F/2015, de 3 de Outubro – clarificação do regime transitório de reserva e reforma dos militares da GNR – DL nº159/2005 e DL nº 297/2009 – não é um problema de interpretação jurídica, mas sim o resultado de uma vontade política da sua não aplicação, que vai mais fundo e pretende retirar o estatuto da condição militar aos militares da GNR, sem nunca o assumir, nem ter legitimidade política para o fazer, uma vez que o programa do Governo, nada diz a este respeito.

AVIADORES PORTUGUESES 1920-1934

Acabamos de ler esta obra que vivamente recomendamos, não só aos entusiastas da aviação mas também a quem goste de ler sobre episódios pouco conhecidos da História de Portugal e mesmo quem se interesse por saber o que tem sido isso de ser português!

VÍDEO OFICIAL DO 60.º ANIVERSÁRIO TROPAS PARAQUEDISTAS

No passado dia 23 de maio de 2016, no Regimento de Paraquedistas em Tancos, foi apresentado publicamente este vídeo oficial que assinala os 60 anos do Regimento e das Tropas Paraquedistas Portuguesas. Trata-se de uma edição da unidade, “Casa-Mãe” dos paraquedistas militares portugueses, com vários contributos exteriores (ver ficha técnica), que foi muito apreciadO e que agora tem divulgação alargada.