logotipo operacional.pt

Posts com Tag ‘Força Aérea’

O DIA DOS PARAQUEDISTAS MILITARES!

Por • 31 Mai, 2019 • Categoria: PRIMEIRA PÁGINA

Este ano o Tenente-Coronel Piloto Aviador (R) João Brandão Ferreira, um dos autores portugueses dedicado a temas militares que mais bibliografia tem publicada e que pontualmente colabora com o Operacional,  foi a Tancos assistir aos Dia dos Paraquedistas e às comemorações do 63.º Aniversário da inauguração do Regimento de Paraquedistas. Quis estar presente para ver com os seus olhos, sentir o ambiente, comparar a realidade do “23 de Maio” com aquilo que tem ouvido dizer! Aqui fica o seu relato e em anexo inserimos o discurso do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Almirante Silva Ribeiro que presidiu à cerimónia, alocução referida pelo autor no seu artigo. 



EXERCÍCIO “BELEROFONTE 191” TESTA PRONTIDÃO NO EXÉRCITO

Por • 28 Mar, 2019 • Categoria: 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, EM DESTAQUE

O exercício “Belerofonte 191” colocou à prova a capacidade de reacção de várias componentes do Exército para certificar a Componente Terrestre da Força de Reação Imediata (CT/FRI) do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA), este ano assente no 1.º Batalhão de Infantaria Paraquedista da Brigada de Reação Rápida (BrigRR), integrando outras forças do ramo. O exercício decorreu de 18 a 22 de Março de 2019, e teve como objectivos primários o treino, a avaliação e a certificação desta CT/FRI. Os 5 militares do Exército que partiram para Moçambique no primeiro C-130 em 20MAR2019, saíram directamente do exercício.



APOIO MILITAR DE EMERGÊNCIA A MOÇAMBIQUE

Por • 21 Mar, 2019 • Categoria: EM DESTAQUE

A Força de Reacção Imediata (FRI) do Estado-Maior General das Forças Armadas foi activada em 20MAR2019 para nesse mesmo dia iniciar uma operação de resposta à emergência civil que se vive na região da Beira, em Moçambique, após a passagem do ciclone “Idai”. Horas após a decisão politica um C-130 da Esquadra 501 da Força Aérea Portuguesa descolou de Lisboa, já na madrugada de 21MAR. Assim se percebe porque temos que ter, sempre, militares e meios em elevado estado de prontidão.



A BOINA DE COR VERDE NO EXÉRCITO PORTUGUÊS

Por • 18 Mar, 2019 • Categoria: EM DESTAQUE

Continuando a publicação de artigos alusivos aos 25 anos de permanência das Tropas Paraquedistas no Exército, hoje vamos abordar a questão das boinas, muito mais do que um artigo de uniforme um símbolo importantíssimo para quem as usa. Por mais estranho e anacrónico que possa parecer a alguns, há quem esteja disposto a morrer pela sua! Não se pretende fazer a história detalhada das boinas como cobertura de cabeça mas apenas uma síntese para chegar onde queremos neste artigo, ver o que pode ser feito para melhorar o uso da boina verde e conferir maior dignidade aos militares que a conquistam.



TROPAS PARAQUEDISTAS, 25 ANOS NO EXÉRCITO

Por • 25 Fev, 2019 • Categoria: EM DESTAQUE

Continuamos hoje com a publicação de artigos sobre o 25.º aniversário da transferência das Tropas Paraquedistas da Força Aérea para o Exército. A prestação em combate do 1.º e 2.º Batalhões de Infantaria Paraquedista na República Centro Africana (2018-2019) honrou a memória dos Caçadores Paraquedistas do Ultramar (1961-1975). A instrução ministrada em Tancos, dura mas humana, a motivação dos homens e mulheres que “saltam de aeronaves em voo”, já tinham provado em outras missões de paz, da Bósnia ao Afeganistão ou ao Mali, do Kosovo e Iraque a Timor, que a mudança de ramo não significou incapacidade para cumprir. 



ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA APROVA “VOTO DE CONGRATULAÇÃO AOS MILITARES PORTUGUESES NA RCA”

Por • 29 Set, 2018 • Categoria: 01. NOTÍCIAS

A Assembleia da República numa atitude que não temos memória de ter havido outra em relação a operações militares das Forças Armadas Portuguesas, aprovou no passado dia 28SET2018, por maioria, um “Voto de congratulação aos militares portugueses na República Centro Africana”.



NOTAS SOBRE A TRANSFERÊNCIA DOS PARAQUEDISTAS DA FORÇA AÉREA PARA O EXÉRCITO EM 1993

Por • 4 Jul, 2018 • Categoria: 02. OPINIÃO, 11. IMPRENSA, EM DESTAQUE

Este assunto agitou o meio político-militar e mediático nacional nos anos 90 do século XX e continua em grande medida mal explicado. Recentemente um dos protagonistas da altura veio a público falar sobre o tema, com um detalhe que induz em erro quem o tenha lido, e pareceu-nos boa oportunidade deixar escrito alguns aspectos sobre este processo e rebater a dita afirmação, sem naturalmente pretender esgotar o tema.



ATIVIDADE OPERACIONAL DAS FORÇAS ARMADAS – 2017/2018

Por • 14 Jan, 2018 • Categoria: 04 . PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XXI, 11. IMPRENSA, EM DESTAQUE

Realizou-se no passado dia 9 de Janeiro uma conferência de imprensa que nos pareceu relevante, por tentar dar um novo impulso na divulgação da temática em causa, mas também pela importância que lhe foi dada com a presença dos 4 chefes militares – CEMGFA, CEMA, CEME E CEMFA – e do Ministro da Defesa Nacional. Contamos o que vimos, comentamos algumas afirmações, fazemos um balanço dos resultados alcançados e deixamos sugestões.



DEFESA NACIONAL E FORÇAS ARMADAS, O PIOR E O MELHOR DE 2017

Por • 5 Jan, 2018 • Categoria: 02. OPINIÃO, EM DESTAQUE

Foi um ano fértil em acontecimentos marcantes na área da Defesa Nacional e Forças Armadas, quer aspectos positivos como o fortíssimo empenhamento para ajudar a colmatar as graves limitações evidenciadas pelo sistema de protecção civil nacional e o comportamento operacional dos militares portugueses República Centro Africana; quer negativos como os acontecimentos ainda não totalmente esclarecidos dos Paióis Nacionais de Tancos e o comportamento subsequente de agentes militares e políticos.



O “PRINCÍPIO DA ROTATIVIDADE” NA CHEFIA DAS FORÇAS ARMADAS

Por • 3 Fev, 2017 • Categoria: 02. OPINIÃO, EM DESTAQUE

Para quê enunciar um princípio que não existe, deixando cair na imprensa notícias sobre a nomeação de um CEMGFA a mais de um ano de distância? Bem à portuguesa o dito “princípio” é um acordo de cavalheiros que pode sempre ser quebrado, sem o quebrarem…porque não existe! Consoante convém ao governo e ao Presidente da República ouvimos, como agora, falar desse misterioso “princípio”.