logotipo operacional.pt

Posts com Tag ‘Regimento de Paraquedistas’

O DIA DOS PARAQUEDISTAS MILITARES!

Por • 31 Mai, 2019 • Categoria: EM DESTAQUE

Este ano o Tenente-Coronel Piloto Aviador (R) João Brandão Ferreira, um dos autores portugueses dedicado a temas militares que mais bibliografia tem publicada e que pontualmente colabora com o Operacional,  foi a Tancos assistir aos Dia dos Paraquedistas e às comemorações do 63.º Aniversário da inauguração do Regimento de Paraquedistas. Quis estar presente para ver com os seus olhos, sentir o ambiente, comparar a realidade do “23 de Maio” com aquilo que tem ouvido dizer! Aqui fica o seu relato e em anexo inserimos o discurso do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Almirante Silva Ribeiro que presidiu à cerimónia, alocução referida pelo autor no seu artigo. 



CINQUENTENÁRIO DO MONUMENTO AOS MORTOS EM COMBATE: 03JUL1968 – 03JUL2018

Por • 1 Jul, 2018 • Categoria: 01. NOTÍCIAS, 05. PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XX, EM DESTAQUE

No dia 3 de julho de 2018 comemora-se o cinquentenário da inauguração do MONUMENTO AOS MORTOS EM COMBATE, situado no REGIMENTO DE PARAQUEDISTAS, erigido em memória dos paraquedistas mortos em combate e, também, porque não dizê-lo, à glorificação dos combatentes ainda vivos.
Foi, provavelmente, um dos momentos mais significativos e emotivos da história das TROPAS PARAQUEDISTAS PORTUGUESAS, conforme relatam testemunhos escritos, em artigos publicados(1), logo após a cerimónia oficial.
Imponente pela sua beleza e significado, o “MONUMENTO AOS MORTOS EM COMBATE” tornou-se num símbolo respeitado por todas as gerações de paraquedistas militares portugueses formados ao longo de mais de seis décadas.
Impunha-se, por isso, este modesto registo.



ARMAS DO REGIMENTO DE PARAQUEDISTAS

Por • 20 Mai, 2018 • Categoria: 10. DISTINTIVOS, INSÍGNIAS E CONDECORAÇÕES, EM DESTAQUE

Dias antes do aniversário da “Casa-Mãe” das Tropas Pára-quedistas Portuguesas – Regimento de Paraquedistas da Brigada de Reação Rápida do Exército – António Sucena do Carmo publica um rigoroso artigo sobre a última actualização à sua heráldica. Mais do que isso, recorda o que tem sido legislado sobre esta matéria para uma unidade em que as vicissitudes da história têm provocado sucessivas alterações na designação e tutela, mantendo-se o fundamental da mística e das capacidades operacionais do soldado pára-quedista, o qual como foi amplamente provado em Angola, Moçambique e Guiné, e nas novas missões expedicionárias, da Bósnia ao Afeganistão, passando pelo Kosovo, Timor, Iraque e Mali, culminando nos dias de hoje com a exemplar actuação dos “seus filhos” na República Centro Africana.



O BALÃO PUBLICITÁRIO DAS TROPAS PÁRA-QUEDISTAS

Por • 29 Jan, 2017 • Categoria: 03. REPORTAGEM, EM DESTAQUE

A divulgação pública para obter voluntários esteve na origem da aquisição do primeiro balão de ar quente pelo Corpo de Tropas Pára-quedistas em 1993. Vinte e quatro anos depois este objectivo mantém um balão a voar! Significativo ainda o contributo da instituição e de um punhado de boinas verdes, para o desenvolvimento do balonismo em Portugal. Também aqui os pára-quedistas portugueses foram pioneiros e ajudam a manter a ligação das Forças Armadas à sociedade civil.



HOMENAGEM AOS PARAQUEDISTAS FALECIDOS NA BÓSNIA

Por • 21 Jan, 2017 • Categoria: 13. MEMÓRIA DAS MISSÕES DE PAZ, EM DESTAQUE

No Regimento de Paraquedistas os boinas verdes que deram a vida pela Pátria no Ultramar são recordados pelo Monumento aos Mortos em Combate, e no Espaço Memória do Museu das Tropas Paraquedistas. Agora os paraquedistas falecidos na Bósnia e Herzegovina estão também presentes neste lugar nobre do Museu. Com a presença de familiares e amigos, esta homenagem abre um caminho que certamente será seguido para ali lembrar todos os paraquedistas que caíram nas Missões de Paz e Humanitárias.



VÍDEO OFICIAL DO 60.º ANIVERSÁRIO TROPAS PARAQUEDISTAS

Por • 16 Jun, 2016 • Categoria: 09. ONTEM FOI NOTÍCIA - HOJE É HISTÓRIA

No passado dia 23 de maio de 2016, no Regimento de Paraquedistas em Tancos, foi apresentado publicamente este vídeo oficial que assinala os 60 anos do Regimento e das Tropas Paraquedistas Portuguesas. Trata-se de uma edição da unidade, “Casa-Mãe” dos paraquedistas militares portugueses, com vários contributos exteriores (ver ficha técnica), que foi muito apreciadO e que agora tem divulgação alargada.



23MAI16: TRADIÇÃO E MODERNIDADE NO DIA DOS PARAQUEDISTAS

Por • 1 Jun, 2016 • Categoria: 03. REPORTAGEM, EM DESTAQUE

Tradição e modernidade, inovação e confiança no futuro, foram marcas deste 23 de Maio que assinalou os 60 anos da Tropas Paraquedistas em Portugal. Milhares de antigos paraquedistas militares, muitos com familiares, rumaram mais uma vez a Tancos, estiveram presentes na sua “Casa-Mãe” e celebraram uma memorável jornada de camaradagem, com a garantia de ali voltarem em 2017.



VÍDEO-REPORTAGEM, 60.º ANIVERSÁRIO TROPAS PARAQUEDISTAS

Por • 24 Mai, 2016 • Categoria: 03. REPORTAGEM, EM DESTAQUE

Tancos, 23 de Maio de 2016, o Regimento de Paraquedistas assinalou 60 anos da inauguração da unidade, milhares de antigos e actuais pára-quedistas rumaram mais uma vez à sua “Casa-Mãe”. O Operacional mostra-lhe a unidade e parte substancial das cerimónias a partir da terceira dimensão. Actuando do ar para a terra, a marca diferenciadora dos pára-quedistas, é também a marca desta reportagem.



TROPAS PARAQUEDISTAS PORTUGUESAS: MEDALHA COMEMORATIVA DO 60º ANIVERSÁRIO

Por • 20 Mai, 2016 • Categoria: 10. DISTINTIVOS, INSÍGNIAS E CONDECORAÇÕES

O Regimento de Paraquedistas assinala em 23 de Maio o Dia da Unidade, comemorando este ano o 60.º aniversário da inauguração do Batalhão de Caçadores Pára-quedistas, a primeira unidade das Tropas Paraquedistas Portuguesas. O logotipo criado para a efeméride já está gravado no bronze!



23 DE MAIO DE 2016 – 60.º ANIVERSÁRIO TROPAS PARAQUEDISTAS

Por • 9 Mai, 2016 • Categoria: 01. NOTÍCIAS

«…Os edifícios eram de pedra e barro, ervas e mato cresciam por todo o lado, estava tudo degradado, e inicialmente até tínhamos de dobrar os pára-quedas nas mesas do refeitório. Com uma mescla de seriedade e bom humor dizia-se que a única coisa aproveitável eram as letras metálicas (o “B” e o “P”) do portão, e que tanto servia para Batalhão de Pontoneiros como para Batalhão de Pára-quedistas. Foi necessário não só muito trabalho do pessoal como o empenhamento do Secretário de Estado da Aeronáutica para, à data da inauguração, em 23 de Maio de 1956, o BCP estar de “cara lavada” e as instalações já parcialmente adaptadas às nossas necessidades.»