logotipo operacional.pt

Posts com Tag ‘pára-quedistas’

UM PÁRA-QUEDISTA OBSERVADOR MILITAR

Por • 14 Jun, 2018 • Categoria: 13. MEMÓRIA DAS MISSÕES DE PAZ

A partir de 1992 o Corpo de Tropas Pára-quedistas da Força Aérea Portuguesa enviou para a ex-Jugoslávia vários oficiais e um sargento como Observadores para integrar duas missões de organizações internacionais: a European Community Monitoring Mission (ECMM) e a United Nations Protection Force (UNPROFOR). Foram os primeiros pára-quedistas portugueses a participar em missões de paz integrados em organizações internacionais, e este relato sobre a guerra é de um desses pioneiros, o Tenente-coronel na situação de reforma, António Malva Antunes que foi United Nations Military Observer .



NA BÓSNIA E HERZEGOVINA 22 ANOS DEPOIS

Por • 10 Jun, 2018 • Categoria: 13. MEMÓRIA DAS MISSÕES DE PAZ, EM DESTAQUE

Os anos passam rápido, as memórias marcantes permanecem. O regresso àquilo que foi o Teatro de Operações da Bósnia esteve e está na mente de muitos. Passados 22 anos da primeira missão expedicionária na Europa para as Forças Armadas Portuguesas desde 1917, um pequeno grupo de veteranos dessa força na IFOR/NATO em 1996 regressou à Bósnia e Herzegovina. Aqui ficam o relato e as imagens desta experiência que teve o seu ponto alto na homenagem aos 5 pára-quedistas que ali morreram ao serviço de Portugal.



A GUERRA DO ULTRAMAR NA “NOTÍCIA” DE ANGOLA (IV) – NO CUANZA-NORTE

Por • 21 Jul, 2016 • Categoria: 05. PORTUGAL EM GUERRA - SÉCULO XX

Mais uma memória nesta série de artigos dedicados a reportagens sobre a Guerra do Ultramar publicadas na revista “Notícia” de Angola. Hoje recuamos a Julho de 1969, e Fernando Farinha leva-nos até às matas do Cuanza Norte em Angola.



COMEMORAÇÕES “20 ANOS BÓSNIA”: PONTO DE SITUAÇÃO

Por • 22 Jun, 2016 • Categoria: 01. NOTÍCIAS

Durante este ano de 2016 têm sido levadas a cabo várias iniciativas para assinalar o 20.º Aniversário do inicio da participação portuguesa na missão IFOR/NATO na Bósnia e Herzegovina. Aqui fica, antes de férias, um “ponto de situação” até ao momento, aspectos positivos e negativos, e a antecipação do que se seguirá!



BÓSNIA 96 NA IMPRENSA ESCRITA, O “LE JOURNAL DE L’IFOR / IFOR INFORMER”

Por • 10 Fev, 2016 • Categoria: 09. ONTEM FOI NOTÍCIA - HOJE É HISTÓRIA, 11. IMPRENSA

Os militares portugueses que participaram na missão IFOR, e depois na SFOR, foram por algumas vezes objecto de notícias/artigos no órgão de informação interna da força multinacional. Com grande difusão pelos diversos contingentes em operações na Bósnia e por vezes mesmo nos seus países de origem – sobretudo no meio militar –, constituía o principal suporte informativo à disposição do comando da força multinacional, uma “ferramenta” importante para fomentar o conhecimento mútuo de militares de tão diferentes origens e o desenrolar da operação.



BÓSNIA 96 NA IMPRENSA ESCRITA, PROJECÇÃO DA FORÇA CONCLUÍDA!

Por • 29 Jan, 2016 • Categoria: 11. IMPRENSA

Em 29 de Janeiro de 1996, com a chegada a Split do último avião fretado à TAP, a projecção da força para o teatro de operações fica concluída. Parte do 2.º BIAT e do DAS já estão nos locais de destino, algumas centenas ainda vão percorrer as semi-destruídas estradas que os levarão da costa do Adriático às montanhas geladas da Bósnia e Herzegovina. Com este último grupo de militares chegam também ao terreno mais de uma dezena de jornalistas, “convidados pelo ministério da Defesa para acompanhar as tropas em operações”.



BÓSNIA 96 NA IMPRENSA ESCRITA, MORTOS PORTUGUESES EM SARAJEVO

Por • 21 Jan, 2016 • Categoria: 11. IMPRENSA

Em 24 de Janeiro de 1996, com parte importante da força ainda em Portugal, a morte em Sarajevo de dois militares portugueses e um italiano, com vários feridos graves um dos quais português, teve um brutal impacto na opinião pública. No terreno o choque emocional foi enorme, mas o desenrolar da missão em nada afectado. Nem no calendário de entrada no teatro de operações da totalidade do contingente, nem nas tarefas de instalação em curso. Nas datas previstas o 2.º Batalhão de Infantaria Aerotransportado iniciaria as missões operacionais.



BÓSNIA 96 NA IMPRENSA ESCRITA, «2.º BIAT» E «DAS» COMEÇAM A CHEGAR AO TEATRO DE OPERAÇÕES

Por • 16 Jan, 2016 • Categoria: 11. IMPRENSA

Em 15 de Janeiro de 1996 o Presidente da República entrega em S. Jacinto o Estandarte Nacional às forças expedicionárias, no dia seguinte aterram em Split (Croácia) os primeiros 60 militares do 2.º Batalhão de Infantaria Aerotransportada e do Destacamento de Apoio e Serviços que seguem de imediato para a Bósnia. A 22 chegam ao mesmo aeroporto mais 250 militares destas unidades. A imprensa escrita continua a dar grande destaque aos acontecimentos e “A Capital” até já tem um jornalista na Bósnia e Herzegovina.



BÓSNIA 96, AS OPINIÕES “PRÓ E CONTRA”, NA IMPRENSA ESCRITA EM 1995

Por • 13 Jan, 2016 • Categoria: 11. IMPRENSA

A participação militar portuguesa nos Balcãs com uma força de combate numerosa, esteve longe de ser consensual quer no panorama político nacional quer na opinião pública. Hoje fazemos uma “resenha” de opiniões, contra e a favor, que foram publicadas em 1995 na imprensa escrita, mesmo nas vésperas da partida do contingente português para a missão IFOR/NATO.



BÓSNIA 96 NA IMPRENSA ESCRITA, OS PRIMEIROS DIAS DE 1996

Por • 11 Jan, 2016 • Categoria: 09. ONTEM FOI NOTÍCIA - HOJE É HISTÓRIA, 11. IMPRENSA

A missão das Forças Armadas Portuguesas na Bósnia e Herzegovina em 1996, como qualquer outra levada a cabo pelos militares portugueses, pode naturalmente ser analisada por variadíssimos ângulos, hoje propomos o da “Imprensa Escrita” então publicada nos primeiros dias desse ano. Em próximos artigos acompanharemos, pela imprensa escrita, o que os portugueses ficaram a saber sobre a missão.