- - http://www.operacional.pt -

EXÉRCITO PORTUGUÊS NO IRAQUE: A MISSÃO CONTINUA!

Nova força portuguesa parte em breve para o Iraque, será o terceiro contingente nacional a juntar-se à coligação internacional que combate o “Daesh”. A luta contra o terrorismo fora das fronteiras nacionais envolve os três ramos das forças armadas portuguesas, e de acordo com as decisões políticas legítimas, contribui para esforço da comunidade internacional nesse sentido. Hoje trazemos aos nossos leitores mais notícias sobre o que os militares portugueses fazem no Iraque neste âmbito.

No decurso da primeira visita a Besmayah, o general de divisão Gary J. Volesky, novo chefe do Comando da Componente Terrestre da Coligação no Iraque (CJFLCC-I: Combined Joint Forces Land Component Command - Iraq) , posa para a posteridades com militares das várias nacionalidades ali presentes, nomeadamente os portugueses. [1]

No decurso da primeira visita a Besmayah, o general de divisão Gary J. Volesky, novo chefe do Comando da Componente Terrestre da Coligação no Iraque (CJFLCC-I: Combined Joint Forces Land Component Command – Iraq) , posa para a posteridades com militares das várias nacionalidades ali presentes, nomeadamente os portugueses.

Várias vezes por mês o site oficial das forças armadas espanholas dá conta das actividades dos seus militares no Iraque (e em outros teatros de operações), e assim vamos sabendo o que os militares portugueses ali em missão, inseridos numa unidade de comando espanhol, estão a fazer. Todas as fotos deste artigo são do Estado-Maior de Defesa de Espanha.

Por vezes os “nuestros hermanos” até destacam a acção dos portugueses como numa das últimas noticias, de 04 de Abril, em que dão nota do encerramento do 1.º curso de condução em todo o terreno para chefes de viatura e condutores da unidade de Besmayah – a Building Partner Capacity III (BPC III): “…Estos cursos, preparados y dirigidos por el senior del contingente portugués, experto en mecánica y en conducción todo terreno, están enfocados a mejorar las técnicas de conducción y rescate de vehículos RG-31 y Lince en terreno difícil por su orografía, paso de cursos de agua y conducción extrema en terrenos muy embarrados. Organizados en una parte teórica y otra de práctica sobre el terreno, este tipo de cursos, de los que se prevé realizar otros dos en fechas próximas, se dirigen a mejorar y, en lo posible, incrementar las capacidades y conocimiento de los jefes de vehículo y conductores de la Unidad de Protección del BPC en esta modalidad de conducción.…

Os Iveco LMV (Light Multirole Vehicle) , "Lince", um dos dois tipos de viaturas blindadas 4X4 do Exército Espanhol que foram utilizadas no curso. [2]

Os Iveco LMV (Light Multirole Vehicle), “Lince”, um dos dois tipos de viaturas blindadas 4X4 do Exército Espanhol que foram utilizadas no curso.

Foto de familia no final do curso de condução em todo terreno, uma mais-valia que Portugal trouxe à missão multinacional. [3]

Foto de família no final do curso de condução em todo terreno, uma mais-valia que Portugal trouxe à missão multinacional.

Os militares em operações têm que manter a forma ou mesmo melhorar a sua condição fisica! [4]

Os militares em operações têm que manter a forma ou mesmo melhorar a sua condição física!

E para isso nada como uma bela competição! [5]

E para isso nada como uma bela competição!

Também neste Abril de 2016, terminou mais uma formação, a 3.ª ministrada no BPC III que os espanhóis designam por “Base Gran Capitan”, em “sapadores de combate”. Os alunos, da 6.ª Divisão do Exército Iraquiano, executaram um exercício aplicando os conhecimentos obtidos ao longo de “…las cuatro intensas semanas de clases teóricas y prácticas, que en jornada de maña na y tarde, ha durado el curso. En este ejercicio se han llevado a la práctica las destrezas adquiridas en los procedimientos de apertura de brechas en alambrada, mediante el empleo del sistema de lanzamiento de pértiga explosiva APOBS (Antipersonnel Obstacle Breaching System) y los de apertura de brechas en merlón utilizando pértigas explosivas del tipo Bengalore; además de poner en práctica tácticas, técnicas y procedimientos para la lucha contra artefactos explosivos improvisados (C-IED)….

Curso de Sapadores de Combate. Treinando a colocação de um torpedo Bangalore. [6]

Curso de Sapadores de Combate. Treinando a colocação de um torpedo Bangalore.

Abrindo caminho com detectores de minas. [7]

Abrindo caminho com detectores de minas.

Alunos e instrutores no final do curso de sapadores de combate [8]

Alunos e instrutores no final do curso de sapadores de combate

Este ano ainda, mas em Março, na Base Gran Capitan, espanhóis da BRIMZ XI (Brigada de Infantaria Mecanizada Estremadura XI, proveniente de Badajoz) e  portugueses da BrigRR (Brigada de Reacção Rápida, provenientes do Regimento de Cavalaria n.º 3 em Estremoz), terminaram a formação de mais uma brigada do Exército Iraquiano “…Brigada de Infantería 72, unidad iraquí que acaba de finalizar su adiestramiento en la Task Force Besmayah, han iniciado el movimiento para dirigirse a la zona de Makhmur, al sureste de la ciudad de Mosul. En este lugar están desplegando las unidades de la 15ª División de Infantería, en la que está encuadrada la Brigada 72, para preparar las operaciones con vistas a la toma de la ciudad de Mosul…  …Los soldados de esta Brigada fueron recibidos por los paracaidistas españoles a finales del mes de octubre pasado y con ellos iniciaron su instrucción y adiestramiento, que continuó desde mediados de diciembre a cargo del contingente de la BRIMZ XI hasta su finalización, a finales de enero, con la realización de los ejercicios de entidad compañía con fuego real, programados para evaluar el resultado obtenido tras doce semanas de intenso trabajo. Fueron doce semanas de ardua labor diaria, de preparación física, de mentalización, de instrucción individual y adiestramiento de unidad hasta nivel compañía, numerosos ejercicios de tiro con arma individual y colectiva además de diversos cursos, todo enfocado a conseguir un alto grado de preparación y la mejor disposición para entrar en combate. Merece una especial mención el enorme esfuerzo y dedicación de los adiestradores de la Task Force Besmayah liderada por España, en la que militares de cuatro países diferentes, España, Portugal, Reino Unido y EEUU, han trabajado para inculcar a los soldados iraquíes una firme voluntad de vencer como precepto fundamental para derrotar a sus enemigos yihadistas del DAESH…”

Elementos e material da Brigada 72 antes de iniciarem o movimento para a zona de conflito. [9]

Elementos e material da Brigada 72 antes de iniciarem o movimento para a zona de conflito.

160303-brigada72-inicia-movimiento-03 [10]

As visitas de comandantes militares mais do que actos protocolares ou de mera cortesia são ocasião para estes recolherem informação pertinente, na primeira pessoa, e também para quem os recebe transmitir as suas opiniões cara a cara, sem filtros. Daqui nasce muitas vezes uma imagem dos militares de cada um dos países que fica para a vida.

Este ano foram noticiadas as visitas a Besmayah do general de divisão Richard D. Clarke em Fevereiro, e em Março do seu substituto, o general de divisão Gary J. Volesky, novo chefe do Comando da Componente Terrestre da Coligação no Iraque (CJFLCC-I: Combined Joint Forces Land Component Command – Iraq). Curiosamente enquanto o general Clarke era o comandante da 82.º Divisão Aerotransportada, Volesky é o comandante da 101.ª divisão aerotransportada.

Na semana que agora terminou, em 7 de Abril, foi a vez do Tenente-General (US Army) Sean Barry MacFarland, comandante em chefe da Combined Joint Task Force – Operation Inherent Resolve (CJTF-OIR), visitar a base para se inteirar do programa de formação da 35.ª Brigada Blindada da 9.ª Divisão de Infantaria do Exército Iraquiano. Esta unidade dispõe de dois batalhões de carros de combate de origem russa T-72, um batalhão de M1- Abrams de origem USA e um batalhão de veículos de combate de infantaria BMP também de origem russa. A 35.ª Brigada é a primeira “unidade pesada” que vai ser instruída em Besmayah. O TGen MacFarland acumula estas funções no Iraque com as de comandante do III Corpo de Exército dos US Army, cargo que em breve vai abandonar e assumir o de  comandante do XVIII Corpo de Exército Aerotransportado do exército americano.

O general Richard D. Clarke e os comandantes dos contingentes espanhol e português durante a última visita do general americano antes de ser substituído no cargo de CJFLCC-I [11]

O general Richard D. Clarke e os comandantes dos contingentes espanhol e português durante a última visita do general americano antes de ser substituído no cargo de CJFLCC-I

O general Gary J. Volesky chega a Besmayah para a sua primeira visita à Base Gran Capitan. [12]

O general Gary J. Volesky na sua primeira visita a Besmayah.

O general Sean B. MacFarland (à direita) esteve na Base Gran Capitan para se informar sobre a formação, pela primeira vez em Besmayah, de uma "brigada pesada" do Exército Iraquiano. [13]

O general Sean B. MacFarland (à direita) esteve na Base Gran Capitan para se informar sobre a formação, pela primeira vez em Besmayah, de uma “brigada pesada” do Exército Iraquiano.

Um dos M1 do Exército Iraquiano. [14]

Um dos M1 do Exército Iraquiano.

Dentro de dias a nova Força Nacional Destacada – Iraque, recebe o Estandarte Nacional e em Maio junta-se à Combined Joint Task Force – Operation Inherent Resolve. É composta por 30 militares que actuam em Besmayah em actividades de formação do Exército Iraquiano e dois oficiais em funções de Estado-Maior, 1 em Bagdad e 1 no Kuwait.

O primeiro contingente que ali serviu nesta nova missão no Iraque foi aprontado pelo Regimento de Comandos, o que lá está actualmente pelo Regimento de Cavalaria n.º 3 e o que agora partirá, pelo Regimento de Infantaria n.º 15, todas unidades da Brigada de Reacção Rápida.

Os países da coligação internacional que combate o "Daesh". [15]

Os países da coligação internacional que combate o “Daesh”.

Quer ler mais no Operacional sobre esta missão no Iraque? Clique em:

MISSÃO NO IRAQUE & MAIS UM NATAL LONGE DA PÁTRIA [16]

IRAQUE: NOVO CICLO DE FORMAÇÃO [17]

NOTÍCIAS DAS FORÇAS PORTUGUESAS NO IRAQUE [18]

BANDEIRA PORTUGUESA DE NOVO HASTEADA NO IRAQUE [19]

MISSÃO DAS FORÇAS ARMADAS PORTUGUESAS NO IRAQUE – 2015/16 [20]

COMANDANTE  DA COLIGAÇÃO INTERNACIONAL VISITA ESPANHÓIS E PORTUGUESES [21]

Leia no Operacional sobre anteriores missões portuguesas no Iraque:

A GNR NO IRAQUE, 2003-2005 [22]

PORTUGUESES EM KIRKUK : A ÚLTIMA MISSÃO [23]

GUERRA É GUERRA [24]