- - http://www.operacional.pt -

CÂNTICOS PÁRA-QUEDISTAS – 23MAI2015

As Tropas Pára-quedistas Portuguesas têm uma grande tradição no uso de “cânticos militares”. A sua finalidade é diversa, quer no treino físico militar quer na ordem unida no interior do quartel, mas tem especial relevo público em ocasiões festivas.

Pára-quedista a cantar copy [1]

Foi o caso do Dia da Escola de Tropas Pára-quedistas, em 23 de Maio de 2015, quando se assinalou o 59.º aniversário da inauguração do então Batalhão de Caçadores Pára-quedistas. Esta unidade foi depois transformada em Regimento de Caçadores Pára-quedistas, Base Escola de Tropas Pára-quedistas e Escola de Tropas Aerotransportadas, antes da actual designação.

Trazemos aqui duas das canções emblemáticas do Cancioneiro Pára-quedista, cantadas a plenos pulmões pelo, 1.º Batalhão de Infantaria Pára-quedista – Ó Pátria Mãe – e 2.º Batalhão de Infantaria Pára-quedista – Hino dos Boinas Verdes.

Veja aqui o vídeo do 1.º BIPara a marchar e cantar o Ó Pátria Mãe [2]

Veja aqui o vídeo do 2.º BIPara a marchar e cantar o Hino dos Boinas Verdes [3]

Letra:

Ó Pátria Mãe

 Ó Pátria Mãe

Por ti dou a vida

Há sempre alguém

Que não te quer perdida.

 

Ó Pátria Mãe

Reza a Deus por nós

Há sempre alguém

Nunca estamos sós.

 

Ó Pátria eu vou partir

Por essas terras de além

Quem sabe se torno a vir

Só Deus sabe e mais ninguém.

 

Despedida amargurada

Com mil tristezas sem fim

Daquela que é minha amada

E tanto chora por mim

 

Há tristezas e amarguras

Nos lares de quem vai lutar

Tristezas daquelas tão duras

Difíceis de suportar

 

Tantos lares desamparados

Pois falta quem lá viveu

Tantos pais torturados

Pois o seu filho morreu.

 

Hino dos Boinas Verdes

 Lá do céu com valentia,

Descem sempre de noite ou dia,

São soldados desconhecidos,

Boinas Verdes são destemidos.

 

Olhem bem, sintam respeito,

Eles têm asas ao peito,

Cabeça erguida, heróis do ar,

Boinas verdes vão a passar.

 

Com orgulho em defender

A Nação p’ra não morrer.

Lutadores são, afinal,

Boinas Verdes de Portugal.

 

Lá do céu a gente pede

Para na terra morrer de pé

Dando a vida que Deus nos deu,

Boinas Verdes sobem ao céu

 

Quer saber mais sobre o Cancioneiro dos Pára-quedistas? Veja aqui! [4]